em Notícias

Os melhores do Prêmio Sesc do Teatro Candango 2017 foram conhecidos na noite desta segunda-feira (4), em premiação realizada pelo Sesc no Unique Palace. A peça O Novo Espetáculo (Tudo está à venda) foi eleita a grande vencedora da noite, como melhor da competição. O espetáculo também deu ao artista Similião Aurélio o prêmio de melhor diretor, e venceu ainda como melhor dramaturgia. Outras oito categorias foram premiadas: Atriz, Ator, Cenografia, Iluminação, Figurino, Sonoplastia, melhor Espetáculo Infantil e melhor Espetáculo de Rua. O Sesc distribuiu aos vencedores troféus e R$ 35,5 mil em prêmios.

A edição de 2017 do Prêmio Sesc do Teatro Candango recebeu a inscrição de 64 espetáculos, sendo que 11 montagens foram selecionadas e convidadas para participar do festival. Entre os dias 21 e 26 de novembro, companhias teatrais do Distrito Federal apresentaram peças inéditas no prêmio e produzidas na cidade. Competiram: o grupo: As Caixeiras Cia de Bonecas; Grupo Tripé; grupo Parceria do grupo Ateliê Aberto, Sutil Ato e Casa das Anas – QG de Criação; Cia Plágio; Super só e outros vídeo clipes, de Miriam Virna; Grupo: As Desempregadas; Coletivo Instrumento de Ver; BR s.a – coletivo de artistas; Cia Quartinho Direções Artísticas; Cia Coletivo Antônia; e Cia Semente Companhia de Teatro.

O presidente do Sesc-DF, Adelmir Santana, realizou a abertura da noite de premiação e exaltou a qualidade dos trabalhos apresentados em 2017. “O nosso intuito é motivar a classe artística local e não só os que estão no palco, mas os que estão atrás da cortina também. Nós, do Sesc, estamos orgulhosos com o empenho de todos os grupos e companhias em mostrar seus trabalhos com muita qualidade. Porque 2017 foi isso, excelentes trabalhos foram apresentados. Nossa intenção é justamente essa, revelar cada vez mais este cenário de talentos que nossa  cidade possui”, afirmou Adelmir.

// Vencedores

A peça Tsunami levou os prêmios de melhor cenografia, com Jonathan Andrade, e melhor atriz, com Ana Flávia Garcia. O espetáculo Tecendo Volúpias, do grupo As Caixeiras Cia de Bonecas foi o vencedor na categoria sonoplastia, com Lupa Marques e Munha Sete. A Autópsia de um Beija Flor, da Cia Plágio, foi contemplada com o prêmio de melhor iluminação, com Vinícius Ferreira e Sérgio Sartório, e melhor ator com Sérgio Satório. A montagem Super só & Outros Vídeo Clipes, venceu na categoria melhor figurino, com Maíra Carvalho e Marcos Barosi.

Voa, do grupo Coletivo Antônia, foi eleito o melhor espetáculo infantil da categoria. O espetáculo de palhaços para adulto Édipo Rei – O Rei dos Bobos, ficou como o vencedor da categoria melhor espetáculo de Rua. Uma das atrizes do espetáculo vencedor, Ana Quintas, ficou emocionada pelo reconhecimento. “Fiquei muito feliz em participar do prêmio e mostrar o nosso trabalho. Confesso que realmente fiquei surpresa com as indicações. Nossa peça veio mostrar a situação que o nosso país vive, trazendo a tona a possibilidade de liberdade. O prêmio honra todos aqueles que fizeram e fazem o teatro com a gente”, celebrou.

Mais uma vez, a novidade deste ano foi na categoria espetáculo de rua. Para a diretor e ator Denis Camargo, da peça vencedora Édipo Rei – O Rei dos Bobos, o Sesc inova ao incluir um espaço diferenciado para as peças de rua.  “A gente se dedicou muito ao espetáculo. É uma felicidade muito grande perceber que o teatro do DF é reverenciado. A inclusão da categoria de rua é essencial, representa um avanço e com isso percebemos a importância dele para programação do teatro brasileiro. As dificuldades são muito grandes e só quem faz teatro de rua sabe. Mas estamos muito gratos ao Sesc”, ressaltou.

// Vera Fischer e Gisele Fróes

O Prêmio Sesc do Teatro Candango deste ano homenageou as grandes atrizes do cenário brasileiro Vera Fischer e Gisele Fróes. Além disso, foram homenageados também os atores Rogério Fróes, os irmãos Fernando e Adriano Guimarães e Fernando Villar.  A artista Marília Abreu, uma das idealizadoras do Espaço Imaginário localizado em Samambaia, foi homenageada pelo seu trabalho em prol do acesso a cultura no Distrito Federal.

No evento os artistas receberam placas de reconhecimento, entregues pelo presidente do Sesc-DF, Adelmir Santana; pelo diretor regional do Sesc-DF, José Roberto Sfair Macedo; e pelo superintendente da Fecomércio-DF, João Feijão. Vera Fischer afirmou estar muito emocionada em receber a homenagem em uma cerimônia que segundo ela foi “descontraída e aconchegante” e agradeceu o trabalho do Sesc no Brasil, que “muito contribui para o teatro do País”. “É muito importante a abertura que o Sesc dá para os artistas que estão no início de suas carreiras. E estou impressionada com a quantidade de talentos que Brasília possui. Estão todos de parabéns!”, acrescentou.

Resultado do Prêmio Sesc do Teatro Candango 2017

Melhor Espetáculo: O Novo Espetáculo (Tudo está à venda) – Grupo Tripé
Melhor Espetáculo de Rua: Édipo Rei – o rei dos bobos, espetáculo de palhaços para adulto – grupo BR s.a – coletivo de artistas

Melhor Espetáculo Infantil: Voa – Cia Coletivo Antônia
Melhor Direção: Similião Aurélio – O novo espetáculo (Tudo está a venda)
Melhor Atriz: Ana Flávia Garcia – Espetáculo Tsunami
Melhor Ator: Sérgio Sartório – Espetáculo A autópsia de um beija flor
Melhor Cenografia: Jonathan Andrade – Espetáculo Tsunami
Melhor Iluminação: Vinícius Ferreira e Sérgio Sartório – Espetáculo A autópsia de um beija flor
Melhor Figurino: Maíra Carvalho – Espetáculo Super Só e outros Vídeos
Melhor Sonoplastia: Lupa Marques e Munha Sete – Espetáculo Tecendo Volúpias
Melhor Dramaturgia: Similião Aurélio – O novo espetáculo (Tudo está a venda)