Sesc abrirá inscrições gratuitas para oficinas de dramaturgia

Em 2021, o projeto nacional Sesc Dramaturgias completa 23 anos de existência e abrirá inscrições gratuitas para cinco oficinas de dramaturgia (Dramaturgias do Circo, da Dança, da Luz e Escrita Dramatúrgica(2)), que ocorrerão de 26 a 30 de abril, em vários horários e em formato totalmente on-line. O objetivo do projeto é fomentar e potencializar a pesquisa, o aprendizado e a criação nas artes cênicas. As inscrições estarão abertas de 12 a 18 de abril, no site do Sesc-DF. Durante a semana, cada oficina terá a duração de 2h/dia, e ocorrerá pela plataforma Google Meet, em sala fechada, mediante inscrição. Clique aqui e se inscreva.​
sescdramaturgi1.png
O encerramento do ciclo de oficinas, no dia 1 de maio, será um bate-papo com todos os oficineiros sobre as experiências e as pesquisas dramatúrgicas abordadas durante os cursos e contará também com a participação dos alunos trocando ideias e trazendo novas perspectivas. A transmissão será ao vivo no Youtube do Sesc-DF e o público em geral poderá ter acesso ao bate-papo e também participar pelo chat. 

O analista de cultura do Sesc DF e curador do projeto Sesc Dramaturgias, Samuel Araujo, explica que o projeto articula as artes cênicas em todo o Brasil, tecendo uma grande rede que contribui imensamente para os estudos das dramaturgias da cena, trazendo muita pesquisa, formação e intercâmbio. "O projeto completa 23 anos e vamos trazer para a edição do DF profissionais que são referências nacionais, com oficinas diversas para jovens artistas e adultos que buscam o crescimento e o aprendizado. Os oficineiros escolhidos são profissionais de grande destaque, premiados, artistas, pesquisadores e professores que são fundamentais e encabeçam a reflexão e a realização das artes cênicas no país”, disse. 

As vagas serão limitadas e são voltadas para atrizes e atores, bailarino(a)s, técnico(a)s de iluminação, dramaturgo(a)s, estudantes e demais profissionais das artes interessados. Segundo o curador do projeto, o formato da programação permite que a iniciativa seja espaço propício para a evolução das artes cênicas, articulando novas ideias e fazeres. "A iniciativa promove construções e desconstruções, faz com que as teorias sejam revistas, aprimora a pesquisa, o fazer, e consequentemente temos uma evolução coletiva nas artes cênicas, com profissionais mais capacitados e conscientes do fazer artístico. O Sesc Dramaturgias é lugar de pesquisa, aprendizado e criação”, disse Samuel. 

SESC DRAMATURGIAS
Datas de realização: 26 a 30 de abril 
INSCRIÇÕES GRATUITAS

Confira as 5 oficinas e inscreva-se!

​​​​​​

Oficina de Escrita Dramatúrgica: Escritos Cênicos Multidimensionais para o Teatro

Com Cristiane Sobral (DF)


Data: 26 a 30 abril

Horário: 09h – 11h. 

Classificação Indicativa: 18 anos. 


Curso teórico prático de dramaturgia para dramaturgos ou outros interessados em criar escrituras cênicas com exercícios de escrita em grupo e individuais e produção de pequenos vídeos no âmbito da cena, do corpo e da palavra. Principais tópicos abordados: A ação, o tempo da ação, alguns modelos de estrutura com referência a vários autores do universo teatral, seus meandros e elementos de construção da performance textual.


Minibiografia da Artista:


Cristiane Sobral é carioca e vive em Brasília. Multiartista, é escritora, poeta, atriz e professora de teatro. Bacharel em Interpretação Teatral e Mestre em Artes (UnB). Licenciada em Artes Cênicas e Especialista em Docência. Professora de Teatro da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Tem nove livros publicados, o mais recente: “Dona dos Ventos”, Ed Patuá. Dirigiu a Cia de Teatro Cabeça Feita por 17 anos, cujo repertório inclui entre outros os espetáculos Dra. Sida, Uma boneca no lixo, com direção de Hugo Rodas e Petardo Será que você aguenta, que esteve em cartaz inclusive em Angola. Ganhadora do 1º lugar Festival Frente Feminina (DF) com Esperando Zumbi, texto e interpretação de sua autoria publicado na Antologia de Dramaturgia Negra (FUNARTE). Em 2019 fez palestras sobre literatura negra em 09 universidades estadunidenses inclusive Harvard.



Oficina de Dramaturgia da Dança: Vídeo-Dança

Com Tatiana Devos Gentile (RJ)


Data: 26 a 30 abril

Horário: 11h30 - 13h30

Classificação Indicativa: 16 anos. 


A oficina será teórico prática abordando as relações entre o corpo, o movimento e a imagem e aquele que olha na construção de vídeo-danças. Num tempo onde tudo é filmado e postado, num tempo onde o único encontro possível e seguro é pela imagem, seja do celular ou do computador, a oficina vem propor uma construção cuidadosa de um olhar, um passo atrás. Para participar não precisa ter experiência prévia, nem em dança nem em cinema.


Minibiografia da Artista


Artista visual, cineasta e performer. Pesquisa a relação entre corpo, imagem e movimento. Formada em dança pela faculdade Angel Vianna cursou cinema na Paris 8. Realizou diversos videodanças. Podemos destacar FF>>, em parceria com Leticia Nabuco, Rumos Dança. Ainda em parceria com Leticia Nabuco realiza a videoperformance Hedones, sobre o erotismo feminino na maturidade. Desde 2009, desenvolve o trabalho mire veja: você dança pra mim?, realizando agora em 2018 uma expedição pelas margens do Rio São Francisco (Prêmio Klauss Viana) Durante a Pandemia, realizou um desdobramento desse trabalho onde a casa agora é a cidade e o encontro acontece por vídeochamada. Recentemente participou de diversas lives sobre vídeodança em diversas instituições como UFPE, IFG e na Edt ( Associação dos Montadores). Em parceria com Laura Tamiana , desenvolve Retrato: substantivo feminino, desde 2009. Em 2011, dirigiu o filme Meu avô, o fagote. Foi artista residente da 5ª edição da Bolsa Pampulha, realizando o trabalho “da memória dos outros”. Para saber mais sobre www.cargocollective.com/tatianadevosgentile.



Oficina de Dramaturgia do Circo

Com Renato Rocha (RJ)


Data: 26 a 30 abril

Horário: 14h – 16h

Classificação Indicativa: 18 anos. 


A residência artística com o diretor brasileiro Renato Rocha, tem o objetivo de investigar as possibilidades dramatúrgicas e suas diferentes camadas dentro do universo circense. O diretor levará os participantes a uma pesquisa teórica e prática sobre diferentes tipos de dramaturgias, seja na construção da cena, do espetáculo, ou na própria vivência do artista, a partir de como o artista se relaciona com seu corpo, com sua técnica, suas emoções, seu discurso e os aparelhos circenses. Dessa forma, os artistas poderão pensar de forma teórica e testar na pratica, sua ideias e experimentar seus corpos ativamente em diferentes formas de abordagens, passando por possíveis histórias, narrativas concretas ou subjetivas, dramaturgias abertas, sensoriais, biográficas, ficcionais, lineares ou não lineares, e a partir disso produzir material cênico/circense/performativo, criando cenas, partituras ou números, de movimento, através de suas experiências.


Minibiografia do Artista


Renato Rocha é um diretor brasileiro que desenvolve uma carreira internacional desde 2010. Em Londres criou espetáculos para a Royal Shakespeare Company, The Roundhouse, LIFT (London International Festival of Theatre) e Circolombia. Criou espetáculos também para a Bienal Internacional de Artes de Marselha, National Theatre of Scotland, o Festival Internacional de Dança de Leicester, União Européia e Unicef. Além de ter dirigido e colaborado em projetos na Índia, Berlim, Tanzânia, Quênia, Egito, Paris, Nova Iorque, Edimburgo, Estocolmo, Budapeste e Colômbia.


Foi também o diretor artístico da organização Street Child United, que cria projetos com jovens em situação de rua em 20 países, e um dos diretores artísticos da Circus Incubator, uma plataforma de pesquisa de circo criada em colaboração entre La Grainerie (França), Circus Info e Cirko (Finlândia), Subtopia (Suécia), La Central del Circ (Espanha), La TOHU (Canadá) e Luni Produções (Brasil). No Brasil criou espetáculos para a Aventura Entretenimento, Circo Crescer e Viver, Sesc e Oi Futuro. Sua mais recente criação “Eu, Moby Dick”, recebeu em 2019, 16 indicações nas principais premiações do país, vencendo melhor cenografia no Prêmio Cesgranrio de Teatro para Bia Junqueira.


O diretor, que fundou o NAI – Núcleo de Artes Integradas, desenvolve ainda uma pesquisa artística híbrida e transdiciplinar, e vem ministrando residências artísticas ao redor do mundo. Além disso, Renato colabora com projetos em diversos lugares do mundo, no uso da arte como poderosa ferramenta na transformação social e no engajamento de comunidades e indivíduos em situação de vulnerabilidade, criando intercâmbios de metodologias e treinamentos para professores, facilitadores e agentes comunitários.



Oficina de Dramaturgia da Luz

Com Renato Machado (RJ)


Data: 26 a 30 abril

Horário: 16h30 – 18h30

Classificação Indicativa: 18 anos


A oficina procura compreender a poderosa interferência da iluminação cênica na narrativa, e se inicia com uma apresentação do ferramental utilizado pelo iluminador em seu dia a dia. Depois será lançado um olhar sobre a construção do processo criativo, desde a sua gênese até o momento em que tudo se apresenta no palco, e suas fontes de inspiração. Em seguida abordará o contato com os outros setores da criação e o atravessamento entre as diferentes ferramentas da cena. A metodologia usada para desenvolver e organizar o trabalho é fundamental e será objetivada observando a construção de planilhas quantitativas, mapas de luz, modelagem e simulação tridimensional, e construção dos roteiros de luz. Por fim, posicionará o iluminador enquanto artista da cena responsável por uma das mais contundentes possibilidades de transformação no fazer teatral.


Minibiografia do artista Renato Machado:


Há mais de trinta anos atuando no mercado cultural brasileiro, doutor em artes cênicas pela UNIRIO, atualmente professor da Universidade de Évora em Portugal e da PUC – Rio de Janeiro, Renato Machado já realizou centenas de trabalhos iluminando peças teatrais, espetáculos de dança, óperas, shows, exposições etc, tendo recebido inúmeros prêmios. É também autor do livro “A Luz Montagem”, fruto da sua dissertação de mestrado, editado em 2015 pela Editora Prismas.



Oficina de Escrita Dramatúrgica: A Palavra Na Cena

Com Diones Camargo (RS)


Data: 26 a 30 abril

Horário: 19h – 21h

Classificação Indicativa: 18 anos. 


Voltada a estudantes de teatro ou interessados na criação literária, dramaturgos iniciantes e público em geral, esta oficina abordará os diferentes estímulos para a criação dramatúrgica, desde a produção prévia de cenas e sua transposição para o palco até a escritura que se dá durante o processo em sala de ensaio. A partir de exercícios de escrita e composição cênica, e usando como exemplos trechos de filmes, músicas e peças teatrais conhecidas, serão comentados os principais elementos que estruturam e movem uma narrativa dramática, proporcionando assim uma visão abrangente dos métodos criativos disponíveis a um autor ou autora de teatro.


Minibiografia do Artista


Dramaturgo e roteirista, licenciado em Teatro pela UFRGS, é autor de cerca de 20 peças, entre elas Andy/Edie (Prêmio Funarte de Dramaturgia 2005), Último Andar (Prêmio Funarte de Estímulo à Dramaturgia 2007), Os Plagiários (Prêmio Açorianos de Teatro 2012 - Melhor Dramaturgia) e A Mulher Arrastada (Prêmio Cenym de Teatro Brasileiro 2019 - Melhor Texto Original). Participante do programa para estudantes estrangeiros do Centro de Educação e Cultura da escola Larkkülla, na Finlândia, seus textos já foram encenados por algumas das mais importantes companhias de teatro do RS, e alguns também publicados representados também no exterior (em Portugal, Espanha, Cuba, Uruguai, Chile e Singapura). No cinema, é roteirista e argumentista do longa-metragem A Colmeia (2019), filme baseado em sua peça homônima e que recebeu o Prêmio de Melhor Longa-Metragem Internacional no 24° Festival de Zaragoza, na Espanha, e corroteirista do curta O Último Dia Antes de Zanzibar (2016), de Filipe Matzembacher e Márcio Reolon. Sua obra mais conhecida, A Mulher Arrastada, é uma elogiada peça-manifesto vencedora de 10 prêmios (incluindo quatro de Melhor Espetáculo), com a qual percorreu o país integrando o projeto Palco Giratório Sesc – Circuito Nacional 2019, tendo sido apresentada em 28 cidades de 10 estados brasileiros, e também convidada para o 8º Festival internacional Santiago OFF, no Chile. Em 2021, o texto será publicado em livro pela Editora Cobogó.



Bate-papo Dramaturgias Sesc/DF


Live de encerramento da Oficina: 01 de maio, às 10h.

Local: YoutubeSesc/DF

Classificação Indicativa: Livre


Participação: Cristiane Sobral(DF), Diones Camargo(RS), Renato Machado(RJ), Renato Rocha(RJ), Tatiana Devos Gentile(RJ).